Depois de passar por inúmeras situações para identificar essa doença, hoje saiu o diagnóstico final. Sim, estava com sintomas de paixão e me encontro apaixonada. Pior é saber que pra essa doença não existe cura.
20.8.2013 + REBLOG + 0 /
25.12.2012 + REBLOG + 24092 + via/source
23.12.2012 + REBLOG + 19 /
"Não vivo sem ele”. Isso não existe, me poupe do drama. Você sempre viveu sem ele e vai continuar vivendo.

28.11.2012 + REBLOG + 1 /
"Não temos sido amigas por um bom tempo!"

15.11.2012 + REBLOG + 0 /
17.10.2012 + REBLOG + 1312368 + via/source

5.10.2012 + REBLOG + 32273 + via / source
27.9.2012 + REBLOG + 305595 + via/source
23.9.2012 + REBLOG + 25450 + via/source
20.9.2012 + REBLOG + 27 /
“Não se apegue ao certo, ao usual, ao dito fácil. Mas também não se apegue ao errado, ao irônico, ao tentador. Não se apegue à beleza. Nem à falta dela. Não se apegue aqueles que não se apegarão a você. Se apegue apenas ao que te fizer feliz, ao que te fizer completo. E acima de tudo, não se apegue aos outros, antes de se apegar a si mesmo.” - devaneios-ocultos

“Não se apegue ao certo, ao usual, ao dito fácil. Mas também não se apegue ao errado, ao irônico, ao tentador. Não se apegue à beleza. Nem à falta dela. Não se apegue aqueles que não se apegarão a você. Se apegue apenas ao que te fizer feliz, ao que te fizer completo. E acima de tudo, não se apegue aos outros, antes de se apegar a si mesmo.” - devaneios-ocultos

theme by ʀɳ